Tecnologia a nosso favor

0

A tecnologia tem contribuído como instrumento de trabalho na área de reabilitação física e cognitiva. Dentro do processo do envelhecimento a tecnologia é utilizada através de jogos e de outras abordagens, trazendo novas possibilidades de recuperar funções do corpo e da mente.

Os jogos virtuais, com o uso de equipamentos, passam a fazer parte do trabalho de profissionais, que buscam recuperar a necessidade de acordo com a vontade e necessidades do sujeito.

Os jogos terapêuticos têm como finalidade contribuir no desenvolvimento da memória, atenção, percepção, resolução de problemas, coordenação motora e funcionalidade.

Estas atividades possibilitam que o indivíduo vivencie seus potenciais e aprendizados, através dos resultados obtidos em cada jogo. Essa abordagem também pode ser vivenciada em grupo, possibilitando a troca com os integrantes, resgatando princípios e valores contribuindo para promover a socialização.

Todo jogo, quando utilizado de forma terapêutica, dever ser avaliado por um profissional. O terapeuta ocupacional está inserido como contribuinte ativo nos processos da atividade a ser realizada avaliando e orientando.

Por outro lado, os jogos lúdicos de caráter criativo, como o uso de jogo de damas, xadrez, paciência, jogo de cartas e quebra cabeça, quando avaliados e direcionados para cada caso especifico, proporcionam benefícios que podem contribuir com as atividades cotidianas e com o desenvolvimento das habilidades ocupacionais.

Esse instrumento de trabalho, ou seja, os jogos, podem prevenir incapacidades bem como ajudar na reabilitação daquelas já instaladas.

Mais informações sobre a terapia com jogos – www.facebook.com/geriatre.envelhecimento

Compartilhe.

Sobre o Autor

Antonio José Dias Jr

Terapeuta Ocupacional com Especialização em Geriatria e Gerontologia – FCM/UERJ. Integrante da equipe Geriatre

Deixe um comentário